sexta-feira, dezembro 19, 2008

Maternidade




Eu não sou mãe ainda, mas imagino o quanto deve ser maravilhoso.

Por nove meses você sonha com o momento do nascimento, e se alegra por um ser humano estar se desenvolvendo dentro de você. Então chega o desejado momento. Aquele pequeno ser está ali, no seu colo, e é completamente dependente de você.

Os primeiros dentes nascem, os primeiros passos são dados, as primeiras palavras são ditas. Você vibra com cada um desses acontecimentos.

Ele(a) aprende a ler, a fazer contas, a escrever. No dia das mães você ganha um cartão da escola com a letra dele (a) escrito: "Mamãe, eu te amo!". Lágrimas enchem seus olhos.

O escuro, uma chuva forte, e ele(a) diz: "mamãe, estou com medo". E você diz: "Está tudo bem, mamãe está aqui ao seu lado".

O primeiro fora de um garoto (a). Você consola: "ele/ela não sabe o que está perdendo, Deus vai te dar alguém bem melhor".

Claro que há vasos quebrados, notas ruins na escola e respostas mal-criadas em meio a tudo isso, mas quem se importa? Você não consegue deixar de olhar para aquela criaturinha sem ver o quanto você o ama. Não porque ele (a) fez algo legal, ou porque te conquistou, você simplesmente ama.

Vestibular, formatura, casamento. Cada nova conquista é celebrada. (Talvez mais até do que quando foram suas próprias conquistas).

Um dia espero ter esse prazer em minha vida, mas hoje queria dizer para minha mãe:

Obrigada por tudo, por sempre estar ao meu lado, por chorar e rir comigo...ou simplesmente obrigada, por ser minha mãe.

Parabéns pelo seu aniversário!

Que Deus te abençoe cada vez mais e que Jesus a faça sorrir a cada dia.

Te amo!!

Dani

2 comentários:

carol santana disse...

aiiiiiiiiiii q lindo esse texto dani!!!fiquei até emocionada!=´))

holy-freak disse...

Bom eu não posso falar da lado materno, nunca vou ser mãe(as vezes acho que os homens tambem poderiam carregar os filhos..mas deixa pra la).
Mas acho que das pessoas que você conhece, talvez eu seja a pessoa mais desesperada do mundo pra ser Pai, pra passar por todas essas coisas, substituo quase todas as palavras mãe no seu texto por pai..porque no que me é possível eu quero fazer.

Também sou extremamente grato a meus pais..não seria nada sem eles...e por isso sinto falta de estar perto deles tanta e tantas vezes....mas a vida me conduziu dessa maneira..mas com certeza eles estão em meu coração..e sei que estou no deles..e sei que la a gente se encontra.

Bjo amiga/mana e beijo pra sua mãe, que é um pouco minha tb =]

Veja mais em

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...