sábado, outubro 04, 2008

Palavra de salvação

Baseado na "Palavra de Salvação" ministrada na missa de casamento de minha amiga, Gleice, no ano passado


É interessante como hoje pode-se tudo, menos falar de Jesus. Na verdade até pode, desde que seja de forma negativa, pejorativa. Longe de vivermos em um país onde o cristianismo é perseguido, vivemos num país onde "Política, religião e futebol não se discutem". Entretanto, a todo tempo política, religião e futebol são discutidos. Política nem tanto, porque não é do interesse de todas as pessoas. Mas futebol, ah...o futebol. Eu mesma já discuti muito. As pessoas ficam tentando me convencer a não torcer para o São Paulo, mas é impossível. Pior é quando tentam falar mal da seleção. Está certo que hoje a seleção não é mais a mesma, tem sido um jogo muito mais violento, do que bonito,sem a mínima qualidade técnica. Mas seleção é sempre seleção. Vejam só, já estou discutindo sobre futebol. É inevitável.


Temas polêmicos sempre levarão a discussão. E só porque são polêmicos não merecem ser discutidos? Não concordo. Sem discussões (e não brigas,apenas discussões) não há progresso. Ou o leitor acha que as idéias dos grandes gênios foram aceitas logo de início?


Mas quanto a religião, tem outro porém. Não se pode discutir cristianismo. As mais diversas religiões podem ser discutidas, afinal, são desconhecidas e precisam se tornar conhecidas. É até com certa admiração e entusiasmo com que as religiões são discutidas. Não para ser seguidas, só para ser discutidas. Só o cristianismo não pode entrar na discussão. Somos um país cristão. Não precisamos discutir o que conhecemos.


Viva a diferença! Só não discuta as diferenças.


Então, exposta minha opinião, mas para não falar de religião, deixe-me falar de Jesus. Jesus vai muito além de religião. Jesus é uma pessoa. Uma extraordinária pessoa. Um grande mestre. Um grande amigo. Um excelente filho. O próprio Deus. O salvador. Falar de Jesus não é falar de religião (a não ser quando consideramos o sentido original da palavra, que sinifica religar-se, com Deus). Falar de Jesus é falar da verdade, da vida. É reconhecer que ele foi, é e sempre será a pessoa mais falada, mais influente, do mundo. Interessante é que tentando não falar dele, as pessoas estão falando dele. Ele é. E isso basta.


Fiquem com Ele =)

2 comentários:

holy-freak disse...

Eu não sei quem foi o idiota que disse essa famosa frase, mas ela acabou pegando, e hoje serve como uma resposta de auto-defesa para os ignorantes, por aqueles que não tem conhecimento nenhum,ou mesmo, medo de discutir sobre assuntos dos quais não entende.
Discutir politica é proibido, porque não é do nosso interesse, porque não estamos nem aí pra qual candidato nos representará, eles mesmo não se levam a sério(vide os candidatos a eleições, principalmente para vereador).
Discutir futebol, não parece possível quando os participantes da mesma, são seres irracionais, que quando ouvem falar mal de seus times, ja partem para a ignorancia e brutalidade( vide torcidas organizadas e hooligans).
Discutir de religião, até se pode desde que não seja Cristianismo, esse sim é proibido, vivemos num país de pseudo-liberdade religiosa, onde você até pode ter uma religião, desde que não a professe e tente propagá-la, onde seus valores não podem confrontar os interesses da mídia, empresas, ou dos pseudos-defensores de direitos humanos.
Jesus é religião(no sentido de Religare), mas não é a religiosidades, que na maioria das vezes é fingida e hipócrita.

Gostei do texto amiga, ficou muito legal =].

Ps: posso até ser chato, mas meus comentários pelo menos são espontanêos e muito além de você disse tudo =]

Bjo

Dani Nogueira disse...

A política não é interesse das pessoas, o triste é que serão governadas por "papais noéis" da vida.
A pseudo-liberdade religiosa (gostei disso), é pior que a liberdade religiosa total, porque no meu ponto de vista nos deixa ainda mais apáticos.



P.S.:Os meus comentários não são espontâneos pq vc não dá tempo de serem.

Veja mais em

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...